Vertiginoso

Aí então você se pega dentro

Tão dentro que o casulo te sufoca

 

Nesse instante você se mexe

se organiza para romper

 

Mas um vento   sopra:

não é hora, Inércia

 

E você suporta,

encontra aconchego

onde antes havia morte iminente

 

O calor traz coceiras

O aconchego traz amarras

O aperto é escolha

 

Prende a respiração

Controla

Analisa e sonha

Duvida

 

Espera nova pulsão

Encontra alento

 

Explode, afinal

Nas fibras  da seda

Com gosto de amora

Anúncios

Gostou? Fala. Não? Fala também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s